Apesar de prezar pela segurança de dados, a nuvem ainda pode gerar inseguranças por parte das empresas. É o que indica um estudo realizado pela Accenture, o qual revela que 72% das organizações acreditam que a proteção é o principal problema para o uso da nuvem. Ao contrário do que muitos têm em mente, a jornada para a cloud é extremamente segura, uma vez que a mesma caminha lado a lado com a transformação digital no que diz respeito aos avanços do mercado e, consequentemente, de ameaças reais.

Nesse contexto, os provedores de nuvem possuem diversas certificações de privacidade dos dados, controle de identidade, criptografia na comunicação e processos, proteção de redes, gerenciamento de ameaças e transparência, indicando onde suas informações estão armazenadas, além de cumprirem uma ampla gama de normas de conformidade internacionais e específicas da indústria.

Afinal, como garantir a segurança de dados na nuvem?

Existem cinco fatores principais que fazem diferença quando falamos dos aspectos de segurança de dados na nuvem. 

Firewalls avançados: todos os tipos de firewall possuem um papel importante, que é inspecionar os tráfegos de dados na rede. Os mais simples examinam apenas os dados de origem e destino, já os avançados verificam a integridade do conteúdo do pacote e avaliam ameaças de segurança. 

Detecção de invasão: o armazenamento na nuvem pode servir a muitos usuários ao mesmo tempo. Por isso, os sistemas de segurança são altamente qualificados e gerenciados por vários níveis de detecção de acesso, o que garante que os fornecedores de nuvem possam, até mesmo, impedir os invasores que ultrapassem as defesas iniciais da rede. 

Registros de eventos: ajudam os analistas de segurança a entenderem as ameaças que podem ocorrer por meio de acessos indevidos. Esses registros identificam todas as ações da rede, e podem ser usados para construir uma narrativa completa sobre os eventos dela. Isso ajuda a prevenir violações de segurança. 

Criptografia de dados: o recurso mantém os dados protegidos contra usuários não autorizados. Desta forma, se um invasor roubar um arquivo criptografado, o acesso será negado pela falta da chave secreta, ou seja, os dados são inúteis para quem não tem a chave. Esse método protegerá até mesmo os seus dados contra os próprios provedores de serviços e administradores do ambiente. 

Segurança física: os data centers em nuvem são altamente seguros quando comparamos com modelos “dentro de casa”. Se você utilizar um serviço completo de oferta nuvem, como os oferecidos pelo nosso parceiro Sky.One, você garante os certificados e monitoramento 24 horas por dia, com todo o gerenciamento e responsabilidade dos ambientes.

Assim, é importante que as empresas adotem a conscientização global do seu quadro de colaboradores como um todo, promovendo conteúdo interno para fomentar o assunto, como cursos sobre temas de segurança (phishing, ransomware, segurança de dados, LGPD), por exemplo. Do lado dos provedores de soluções, é necessário reforçar o comprometimento com a segurança. Outro ponto que não deve ser deixado de lado, é a conscientização/educação do setor de TI, para que as camadas de proteção sejam ainda mais robustas.

Conformidade com a LGPD

Com a chegada recente da LGPD, a questão da segurança de dados digital está no topo de prioridades nas organizações. De acordo com um estudo realizado pela IDC, quase 60% das organizações têm esse tema como pauta estratégica. 

Neste contexto, quando falamos em cloud computing, a questão de segurança é prioridade. Uma vez que seus dados estão na nuvem, há a obrigatoriedade do provedor em manter seus dados seguros, ou seja, praticamente não há chances de ataques de hackers ou ransomwares em nuvem. Afinal, os seus dados estarão hospedados nas nuvens mais seguras do mundo. Em servidor local, além de correr riscos de ataques, seus dados também correm risco de serem perdidos por fatores externos: queda de energia, aquecimento excessivo das máquinas, entre outros.

Como a Okser e seu parceiro Sky.One podem ajudar as empresas a manterem a segurança de dados na nuvem?

Com o objetivo de certificar uma segurança de dados na nuvem para os clientes, o propósito da é contribuir para um mundo interconectado por meio da transformação digital. O intuito é sempre reforçar que a complexidade da nuvem é uma aliada para garantirmos a transformação digital e todas as vantagens da jornada para a nuvem da empresa.

Conheça os detalhes do Auto.Sky Business One. A ferramenta que permite fazer a migração do seu sistema SAP para nuvem de forma ágil e segura, sem complexidade, e entregando tudo que você precisa para o funcionamento adequado.