homem cozinheiro

Graças à Economia digital, PMEs já são capazes de atuar em mercados antes restritos às grandes corporações. Com o jogo agora mais “equilibrado”, da mesma forma, a Economia Digital permite que as grandes empresas trabalhem com mais agilidade. Nesse cenário, como as PMEs conseguem competir?

Pequenas e médias empresas estão constantemente à procura de oportunidades de explorar a inovação e a tecnologia emergente de forma criativa para expandir seu alcance. Confira como a tecnologia digital está ajudando essas empresas a enfrentar os desafios e crescer em todos os mercados:

Equipe enxuta

PMEs geralmente contam com uma força de trabalho compacta, e o objetivo é permanecer assim. Por isso elas estão distribuindo a carga de trabalho entre freelancers e colaboradores remotos, e com menos trabalhadores no escritório em tempo integral conseguem economizar em gastos como transporte e estrutura. Essa nova metodologia também incentiva a equipe a trabalhar mais focada em resultados do que na carga horária.

Mais agilidade nos processos

Para prosperar as PMEs devem manter um crescimento integrado e escalável. Para isso, elas precisam adotar processos mais simples e ágeis e acompanhar de perto os resultados. Muitas PMEs estão automatizando processos de negócios e administrando a empresa com soluções ERP específicas para cada setor. De acordo com um levantamento realizado pela Mint Jutras, a maioria das PMEs (89%) entrevistadas prefere uma solução completa e integrada de ERP.

Tomadas de decisão mais inteligentes

Para ganhar vantagem competitiva, as PMEs não estão apenas atuando com mais velocidade, elas estão investindo em tecnologia avançada para obter insights e fazer análises preditivas. Tecnologias como Big data e in-memory estão ajudando PMEs a analisar dados muito mais rapidamente e obter informações valiosas para melhores tomadas de decisão. A capacidade de detalhar transações de funções analíticas é o requisito principal que uma solução deve ter para as PMEs, segundo o estudo da Mint Jutras. No marketing, por exemplo, dados coletados sobre as últimas compras do cliente ajudam a definir as próximas tendências do mercado.